A Orientação de Estudos lida com questões como: Para que estudar?  O que estudar?  Quando estudar?  Como estudar?

Aprender a estudar é fundamental!

Estudar é um ato de disciplina, que deve ser diário. Quando se estuda apenas em véspera de provas e avaliações, despende-se um esforço muito grande e isso não é produtivo. Seria o mesmo do que um atleta que treina apenas um dia antes da competição. Assim, a frequência, empenho e organização impactam diretamente no aproveitamento e rendimento.

“Hoje, temos de aprender a aprender. Hoje, competências e habilidades que as expressem são mais fundamentais do que a excelência na realização de algo sempre superado ou atualizado por uma nova versão ou por nova necessidade ou problema.” (Prof. Dr. Lino de Macedo)

A partir da organização interna do indivíduo e do auto-conhecimento de suas habilidades e aptidões, ele conseguirá transformar o processo de aprendizagem em alvo significativo no seu futuro, conquistando assim sua autonomia.

Na Orientação de Estudos no CAOE, as semanas do educando são organizadas de acordo com as demandas imediatas da escola (provas, trabalhos, lições de casa) e com um trabalho de média duração, com investimento nas diferentes demandas de cada um.

O foco está em reacender o interesse pelo estudo, no reconhecimento da importância de todas as disciplinas (mesmo as que não goste, já que ninguém gosta de todas) e na criação de uma rotina de trabalho para que o estudo em casa ocorra de forma planejada, produtiva e com interesse.

O objetivo central do trabalho com a Orientação de Estudos, alcançado com a imensa maioria de nossos educandos, é que logo sejam capazes de se organizar para estudar em casa, sozinhos e de forma autônoma.

No CAOE, a Orientação de Estudos tem como objetivos específicos:

    • Preparar para a percepção de suas habilidades e competências, aproveitando-as ao máximo.
    • Salientar a necessidade de hábitos adequados de estudo, tanto para os alunos, como para seus educadores (pais e escola).
    • Trabalhar diversas técnicas de estudo, adequadas a cada aluno, a fim de torná-lo autônomo, construtor de seu próprio conhecimento, não se tornando apenas um cumpridor de tarefas.